Prejuízo da Pharol, acionista da Oi, piora 53% no 1º tri

terça-feira, 31 de maio de 2016 07:20 BRT
 

(Reuters) - A Pharol, principal acionista da brasileira Oi, anunciou prejuízo de 65,9 milhões de euros no primeiro trimestre, ante perda de 43 milhões de euros um ano antes, com a incorporação de resultado negativo de 64,1 milhões de euros da Oi.

O resultado também engloba o cancelamento de 10 por cento de uma opção de compra de ações da Oi e 1,5 milhão de euros de custos operacionais.

"Para a Pharol, o ano de 2016 manterá a tendência do último semestre do ano passado: situação política e econômica difícil no Brasil", disse o presidente-executivo da empresa, Luís Palha da Silva.

"Concentraremos as atenções na melhoria do balanço e da eficiência operacional da Oi, e nossos esforços na redução dos custos da própria Pharol".

(Por Daniel Alvarenga)