Ações chinesas fecham em alta, investidores miram inclusões no índice MSCI

terça-feira, 31 de maio de 2016 07:50 BRT
 

Por Nichola Saminather e Lisa Twaronite

XANGAI/CINGAPURA/TÓQUIO (Reuters) - Os índices acionários chineses tiveram seu maior ganho diário em três meses nesta terça-feira, fechando na máxima de três semanas, com as ações financeiras liderando a alta generalizada e investidores apostando que a MSCI vai incluir ações continentais ao seu índice pela primeira vez.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen e o índice de Xangai avançaram 3,35 por cento e 3,32 por cento, respectivamente.

"Os investidores estão apostando agora que as ações chinesas serão incluídas no índice MSCI Emerging Market", disse o chefe de operações acionárias do Shanshan Finance, Wu Kan.

No restante do continente, as ações se recuperaram de um início de sessão vacilante.

Às 7:46 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 0,41 por cento, mas estava a caminho de encerrar o mês com perdas de quase 2 por cento, com preocupações sobre um aumento dos juros nos Estados Unidos e dados decepcionantes da China.

O índice Nikkei do Japão devolveu as perdas de mais cedo e encerrou o dia com alta de 1 por cento, ampliando o ganho de 1,4 por cento da sessão anterior. Em maio, o índice acumulou ganho de 3,4 por cento graças às repercussões do iene mais fraco.