Clima seco em junho deve impulsionar colheita de soja na Argentina

terça-feira, 31 de maio de 2016 19:53 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O ritmo da colheita de soja argentina deve se acelerar no próximo mês graças à previsão de tempo seco feita por especialistas, mas a melhora das condições meteorológicas chegará muito tarde para salvar as lavouras em áreas que ainda reportam excessos hídricos após as fortes chuvas de abril.

Vários milhões de toneladas da colheita 2015/16 se perderam devido às chuvas que encharcaram cerca de metade da área agrícola e desaceleraram a colheita. Os danos à produção do terceiro maior exportador mundial de soja impulsionaram os preços internacionais.

As estimativas de colheita recuaram para uma projeção entre 52 milhões e 56,5 milhões de toneladas, longe dos 60 milhões de toneladas que eram esperados antes dos temporais que duraram a maior parte de abril e que também causaram graves danos à qualidade da soja, o que poderia afetar a exportação do grão sem processamento.

"O clima será majoritariamente seco em junho no principal cinturão agrícola, o que será bom para a colheita", disse o chefe da consultoria Weather Wise Argentina, Anthony Deane.

"É muito tarde para áreas ao sul das Províncias de Entre Rios, Santa Fé e Córdoba. A soja que ainda pode ser colhida destas regiões será de qualidade muito baixa", adicionou.

(Por Hugh Bronstein)