Moagem de cana do CS sobe apesar de chuvas; produção de açúcar dispara

quarta-feira, 1 de junho de 2016 11:19 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A moagem de cana no centro-sul do Brasil na primeira quinzena de maio subiu para 39,5 milhões de toneladas, alta de 9,4 por cento ante a segunda quinzena de abril, com a entrada em operação de 18 usinas compensando redução de colheita provocada por chuvas em Mato Grosso do Sul, Paraná e região de Araçatuba (SP), disse nesta quarta-feira a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

A moagem cresceu mais, ou 37,7 por cento, na comparação com a mesma quinzena do ano passado, com o processamento em 2016/17 começando de forma antecipada este ano e colaborando com um forte crescimento na produção de açúcar em etanol. Mas a Unica disse que as chuvas afetaram os trabalhos na segunda metade do mês passado, cujos dados ainda não foram compilados.

"A expectativa é de que a moagem da segunda quinzena de maio também seja afetada pelas chuvas, muito superior aos volumes registrados na primeira metade do mês", afirmou a associação das usinas do centro-sul.

Na primeira parte do mês de maio, a produção de açúcar totalizou 2,06 milhões de toneladas, crescimento de 68,4 por cento na comparação anual, com usinas também direcionando mais cana para a produção do adoçante, em um índice 44 por cento da matéria-prima, ante 37,85 por cento na safra 2015/16.

Já a produção de etanol somou 1,62 bilhão de litros (alta de cerca de 30 por cento ante o mesmo período do ano passado), sendo 652 milhões de litros de etanol anidro (+65 por cento) e 965 milhões de litros de etanol hidratado (+13,6 por cento).

No acumulado da safra, a moagem está 57,7 por cento maior que a verificada na mesma data da temporada anterior, para 108,5 milhões de toneladas.

Já a produção de açúcar aumentou 98,5 por cento, para 5,3 milhões de toneladas, enquanto a fabricação de etanol (anidro e hidratado) atingiu 2,8 bilhões de litros, alta de 30,7 por cento.

Usinas do centro-sul já têm fechados em bolsa os preços de praticamente toda a produção de açúcar destinada à exportação nesta temporada, com as empresas aproveitando cotações elevadas do produto para garantir margens de lucro.

Apesar disso, a Unica pontuou que o crescimento extraordinário na produção de açúcar tem mais relação com o aumento da moagem, que está mais avançada.   Continuação...