Dólar cai 0,68% e volta abaixo de R$3,60 com exterior, mas cautela permanece

quarta-feira, 1 de junho de 2016 18:41 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda e voltou abaixo de 3,60 reais nesta quarta-feira, em meio à recuperação do bom humor nos mercados externos e com operadores citando fluxos corporativos de venda de divisas no Brasil.

Investidores continuaram cautelosos em relação ao cenário político brasileiro, porém, em meio a escândalos envolvendo figuras importantes do governo.

O dólar recuou 0,68 por cento, a 3,5879 reais na venda, após marcar em maio a maior alta mensal em oito meses. A moeda norte-americana chegou a cair a 3,5859 reais na mínima e subir a 3,6365 reais na máxima da sessão.

"Vimos alguns vendedores de dólares ao longo do dia, provavelmente atraídos pelas cotações altas", disse o operador da corretora Spinelli José Carlos Amado.

Ele citou ainda o fato de que o dólar reduziu o avanço em relação às principais moedas emergentes, em linha com a recuperação dos preços do petróleo após chegarem a cair mais de 2 por cento pela manhã. Quatro fontes da Opep afirmaram à Reuters que a organização provavelmente vai discutir novo teto de produção em reunião na quinta-feira.

O mercado também observou com ceticismo os dados do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, que contraiu menos que o esperado no primeiro trimestre.

"O número cheio (do PIB) é um pouco enganador. Quando você abre os dados, percebe que um fator importante foram os gastos do governo, que tendem a diminuir no futuro", disse o economista da 4Cast Pedro Tuesta.

A economia brasileira encolheu 0,3 por cento no primeiro trimestre em relação ao período anterior, abaixo da contração de 0,8 por cento prevista por analistas em pesquisa Reuters. O consumo do governo mostrou expansão de 1,1 por cento na comparação com o quarto trimestre de 2015.

O governo do presidente interino Michel Temer propôs na semana passada limites de gastos públicos e vem afirmando que anunciará outras medidas para colocar a economia de volta nos trilhos.   Continuação...

 
Funcionário de banco conta notas de dólar em Bangcoc, Tailândia
12/05/2016 REUTERS/Athit Perawongmetha