Receita da exportação de minério de ferro do Brasil cresce 44% em maio

quarta-feira, 1 de junho de 2016 19:02 BRT
 

BRASÍLIA/RIO DE JANEIRO (Reuters) - A receita com as exportações de minério de ferro do Brasil em maio subiram 44 por cento ante o mesmo mês de 2015, refletindo maiores preços e volumes, apontaram dados publicados nesta quarta-feira pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

No quinto mês do ano, os embarques de minério renderam ao país 1,34 bilhão de dólares, ante 930 milhões de dólares em maio do ano passado, um indicativo da receita da mineradora Vale, maior produtora global da commodity e dominante nas exportações do produto nacional.

O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Daniel Godinho, destacou a alta do preço médio do minério de ferro exportado, que atingiu 39,5 dólares por tonelada, ante 33,6 dólares por tonelada no mesmo mês do ano passado, após as cotações internacionais atingirem em abril os maiores níveis em mais de um ano.

"Vocês veem um aumento de preço de 17,4 por cento (ante o mesmo mês do ano anterior) --é o primeiro crescimento de preço desde janeiro de 2014 (sobre igual mês do ano anterior)", destacou Godinho, ponderando que "ainda é cedo para falar de tendências".

Recentemente, os preços na China recuaram ante os níveis verificados em abril, quando as cotações atingiram os patamares mais altos desde janeiro de 2015.

O minério de ferro por muitos anos foi o principal produto de exportação do Brasil, tendo sido superado pela soja em grão nos últimos tempos.

Em maio, os embarques da oleaginosa renderam ao país 3,6 bilhões de dólares, com vendas de volumes perto de patamares recordes.

(Por Marcela Ayres, em Brasília, e Marta Nogueira, no Rio de Janeiro)