Moagem antecipada de cana eleva geração de energia em usinas à biomassa no 1° tri

segunda-feira, 6 de junho de 2016 14:38 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - As usinas de energia movidas à biomassa tiveram alta de 10,5 por cento na produção de eletricidade no primeiro trimestre, ante mesmo período de 2015, afirmou a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) nesta segunda-feira, em um movimento atribuído por um executivo da indústria à antecipação da moagem de cana no país.

Segundo a CCEE, a geração de energia por essas usinas, das quais cerca de 80 por cento são movidas a bagaço de cana, somou 722,6 megawatts médios entre janeiro e março, acima dos 654,2 megawatts médios registrados no mesmo período de 2015.

O gerente de bioeletricidade da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Zilmar Souza, disse à Reuters que a maior produção deve-se à antecipação da moagem de cana no centro-sul, que tradicionalmente ganha mais força a partir de abril.

"A geração de energia acompanhou essa moagem antecipada... a necessidade de moagem precisa de energia", afirmou.

Segundo ele, essa maior geração resulta também em uma maior comercialização de excedentes de energia elétrica pelas usinas.

"Várias (usinas) tinham cana da safra passada ainda disponível para moer nessa safra... anteciparam o início da safra", afirmou Sousa.

Segundo a CCEE, as usinas à biomassa fecharam março com um total de 11,5 gigawatts em potência instalada. O número representa cerca de 8 por cento da capacidade de geração instalada no Brasil.

(Por Luciano Costa)