China se compromete a reduzir capacidade de produção de aço, dizem EUA

terça-feira, 7 de junho de 2016 10:58 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A China se comprometeu a reduzir sua capacidade de produção de aço e a fechar empresas estatais do setor deficitárias, disse o secretário do Tesouro norte-americano, Jack Lew, nesta terça-feira, no final de uma reunião entre representantes dos Estados Unidos e da China, em Pequim.

"A China se comprometeu a assegurar que as políticas de apoio do governo central não se voltem para a expansão da capacidade siderúrgica, e a fechar as "empresas zumbis" através de um variado conjunto de esforços, incluindo reestruturação e falência", disse Lew.

O compromisso inclui algumas novas ações, como deixar que as forças de mercado determinem quais fábricas estão em excesso e trabalhar com a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico sobre esse assunto, afirmou ele.

Representantes de ambos os países não chegaram a um acordo sobre como resolver o excesso global de capacidade produtiva de alumínio, disse Lew, mas ele acrescentou que China e EUA continuarão a manter debates sobre o assunto.

Apesar de produtores chineses de alumínio terem afirmado que vão cortar mais produção e que não vão ampliar capacidade produtiva este ano, participantes do mercado se mostram céticos sobre a redução da capacidade no setor.