Simepar projeta geadas mais forte no Paraná; frio ameaça parte da safra de milho

terça-feira, 7 de junho de 2016 13:16 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Previsões meteorológicas atualizadas nesta terça-feira indicam geadas mais fortes do que o esperado no Paraná, apontando riscos para cerca de metade das lavouras de milho do Estado, que estão em sua maioria em fase de frutificação.

Segundo o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), geadas de intensidades fraca a forte serão registradas na quarta-feira e quinta-feira no Estado, segundo produtor de milho do Brasil.

"A massa de ar frio possibilita que a umidade e a nebulosidade diminuam em todas as regiões provocando a formação de geadas...", afirmou o Simepar sobre a previsão para quarta-feira.

Na previsão divulgada na segunda-feira, havia indicações de geadas mais fracas para quarta-feira do que o projetado agora.

Áreas ao Sul do Estado terão as geadas mais fortes. Mas a região de Cascavel, importante produtora de milho, terá geradas moderadas, de acordo com o Simepar, ameaçando as lavouras do cereal.

Geadas moderadas também são projetadas para importantes áreas agrícolas de Castro e Ponta Grossa.

Londrina e Maringá, mais ao norte do Estado, terão geadas mais fracas.

Na avaliação do técnico de milho do Departamento de Economia Rural (Deral) Edmar Gervásio, geadas moderadas e fortes apresentam risco para o milho.

A previsão é de que o Paraná poderá colher 12,8 milhões de toneladas na segunda safra do cereal, de um total de quase 53 milhões da safra nacional, segundo previsão divulgada pelo Ministério da Agricultura no mês passado.   Continuação...