S&P encerra próximo de máxima recorde, impulsionado por ações de energia

terça-feira, 7 de junho de 2016 18:34 BRT
 

(Reuters) - O índice acionário norte-americano S&P 500 fechou no maior patamar desde julho nesta terça-feira, ajudado por um grande salto nas ações de energia e pela confiança dos investidores de que taxas de juros maiores não irão atrapalhar a economia dos Estados Unidos.

O índice Dow Jones subiu 0,1 por cento, a 17.938 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,13 por cento, a 2.112 pontos, maior nível de fechamento desde 22 de julho de 2015. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,14 por cento, a 4.961 pontos.

O índice de energia S&P saltou 2,1 por cento, dando o maior impulso para o S&P 500, em meio a alta dos preços do petróleo devido a problemas na oferta e à queda do dólar.

As ações de biotecnologia caíram, após notícias decepcionantes de várias empresas importantes, incluindo Biogen. O Nasdaq Biotech Index caiu 2,5 por cento, o maior declínio percentual diário, desde 11 de maio.

Os ganhos desta semana colocaram o S&P 500 a pouca distância das máximas recordes alcançadas em maio 2015. Comentários da chair do Fed, Janet Yellen, na segunda-feira, aparentemente aliviaram preocupações com a economia, enquanto ressaltaram a visão de que o Fed pode não ter pressa para aumentar os juros.

(Por Caroline Valetkevitch; reportagem adicional por Yashaswini Swamynathan)