Venda de material de construção recua em maio e setor piora projeção para queda de 8% em 2016

quarta-feira, 8 de junho de 2016 10:06 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Um novo recuo das vendas de materiais de construção em maio levou a Abramat, associação que representa os fabricantes, a rever a expectativa de queda nas vendas para 8 por cento em 2016 ante um previsão anterior de recuo de 4,5 por cento.

As vendas caíram 8,4 por cento em maio na comparação anual, informou a associação nesta quarta-feira, levando a uma queda de 14,6 por cento nos cinco primeiros meses de 2016, em relação ao mesmo período um ano antes.

Comparadas com o mês anterior, as vendas em maio aumentaram 5,3 por cento. No entanto, a melhora frente a abril não é suficiente para uma retomada a curto prazo, segundo o presidente da Abramat, Walter Cover.

Para a entidade, nos próximos meses a tendência é de continuidade de queda do indicador.

O resultado de maio foi pressionado pela indústria de materiais de base, cujo recuo foi de 10,8 por cento em relação ao mesmo mês de 2015. Mas em comparação com abril, houve crescimento de 6,1 por cento.

Nos materiais de acabamento, houve recuo anual de 4,8 por cento em maio, mas crescimento de 4,1 por cento sobre abril.

O nível de emprego no setor caiu 10,2 por cento e recuou 0,9 por cento quando comparado com abril.

(Por Juliana Schincariol)