Conab reduz projeções de safras de soja e milho do Brasil em 2015/16

quinta-feira, 9 de junho de 2016 11:27 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) reduziu projeções para as safras 2015/16 de soja e milho do Brasil, mostraram dados de boletim divulgado nesta quinta-feira, com a estatal deixando de esperar uma produção recorde da oleaginosa na atual temporada.

A safra de soja 2015/16 deverá atingir 95,6 milhões de toneladas, ante 96,9 milhões de toneladas na projeção de maio, e também abaixo dos 96,2 milhões de toneladas produzidas na temporada anterior.

Já a previsão da safra total de milho 2015/16 foi reduzida para 76,2 milhões de toneladas, ante 79,9 milhões de toneladas em maio, com problemas climáticos como estiagens prolongadas e altas temperaturas atingindo a primeira e a segunda safras do cereal durante o ciclo vegetativo, afirmou a Conab.

A produção de milho representará queda de 10 por cento ante 2014/15, quando a safra total do cereal somou 84,67 milhões de toneladas.

A primeira safra do cereal deverá totalizar 26,23 milhões de toneladas, ante 27 milhões na projeção de maio, enquanto a segunda safra foi estimada em 50 milhões de toneladas, ante 52,9 milhões na previsão de maio.

Segundo a Conab, a soja foi prejudicada por níveis de produtividade aquém do esperado "em função de adversidades climáticas", com perspectiva de que o Mato Grosso, Estado líder em produção, tenha nesta temporada a menor produtividade desde a temporada 2005/06.

"A safra 2015/16 está praticamente finalizada, apresentando registro de colheitas em algumas áreas isoladas especialmente na região centro-oeste", afirmou a estatal em seu relatório.

Já o milho teve queda de produtividade e área na primeira safra, enquanto a segunda safra ganhou área, mas perdeu produtividade "em função do estresse hídrico em abril".

A produção total do cereal na atual safra deverá ficar no mesmo patamar da temporada 2013/14.   Continuação...