Devolução de recursos do BNDES ao Tesouro ocorrerá após chancela do TCU, diz Meirelles

quinta-feira, 9 de junho de 2016 12:38 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta quinta-feira que a devolução de recursos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ao Tesouro Nacional anunciada como uma das formas de diminuir a dívida pública só será feita após o Tribunal de Contas da União (TCU) concordar com a legalidade do procedimento.

Falando a jornalistas após se encontrar com o presidente do TCU, Aroldo Cedraz, Meirelles afirmou ainda que o envio da Proposta de Emenda à Constituição estabelecendo um limite para o crescimento dos gastos públicos pela inflação do ano anterior será enviada ao Legislativo na terça-feira "a princípio".

(Por Marcela Ayres)