Importações de trigo pela Índia em 16/17 podem tocar máxima em 1 década, diz indústria

sexta-feira, 10 de junho de 2016 16:02 BRT
 

PUNE, Índia (Reuters) - As importações de trigo pela Índia podem se elevar para os maiores níveis em uma década em 2016/17, forçando o país a analisar um corte das taxas de importações após secas recorrentes reduzirem a produção em meio a um aumento da demanda, disse uma empresa líder em bens de consumo nesta sexta-feira.

A Índia pode importar 5 milhões de toneladas de trigo em 2016/17, enquanto a produção anual do grão no país pode cair em 2,3 por cento anuais, para cerca de 85 milhões de toneladas, disse o chefe dos negócios agrícolas e de tecnologia da informação do ITC, S. Sivakumar.

O ITC, um diversificado grupo avaliado em vários bilhões de dólares, detém um dos maiores negócios agrícolas da Índia e é líder em compras privadas de trigo.

A 5 milhões de toneladas, as importações do trigo da Índia seriam as maiores desde que 6,7 milhões de toneladas chegaram em 2006/07 e estão muito acima das 500 mil toneladas no ano passado, mostraram dados do Departamento de Agricultura dos EUA.

Importações maiores que o esperado na Índia, o segundo maior produtor e consumidor mundial do grão, podem impulsionar os preços de referência do trigo. A Índia estabeleceu metas de produção de 94 milhões de toneladas este ano. O país cobra de taxas de importação de 25 por cento sobre o trigo.

"Em algum momento, o governo tem que tomar uma decisão sobre as tarifas de importação. O governo tem cuidado dos produtores ao elevar o preço de apoio. Agora é o momento de cuidar dos consumidores", disse Sivakumar.

(Por Rajendra Jadhav)