Bovespa fecha em queda de mais de 3% com aversão a risco global e recua na semana

sexta-feira, 10 de junho de 2016 17:45 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou com a maior queda percentual diária desde o início de abril nesta sexta-feira, pressionado pelo ambiente de aversão a risco no exterior, revertendo os ganhos acumulados na semana até a véspera.

O Ibovespa caiu 3,32 por cento, a 49.422 pontos. com todas as 59 ações do índice no vermelho. Foi a maior queda percentual desde 4 de abril deste ano, quando o índice fechou em baixa de 3,5 por cento.

O volume financeiro do pregão somou 5,16 bilhões de reais.

Na semana, o Ibovespa contabilizou perda de 2,37 por cento. Até a quinta-feira, acumulava elevação de 0,99 por cento na semana.

A apreensão com o crescimento mundial e o potencial resultado de referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia fortaleceram o dólar globalmente, debilitando commodities, como o petróleo, o que, por sua vez, pressionou as bolsas mundiais.

Na visão do gestor Marco Tulli Siqueira, da mesa de operações de Bovespa da Coinvalores, houve um grande movimento de realização de lucros no mercado externo, após alguns ativos tocarem máximas em períodos relevantes durante a semana, o que contaminou o pregão brasileiro.

Na cena doméstica, o último pregão da semana não trouxe divulgações econômicas relevantes ou novos ruídos políticos, favorecendo o foco das atenções no ambiente internacional.

  Continuação...