Perfil de crédito de petroleiras da A.Latina seguirá fraco até pelo menos 2017, diz Moody's

segunda-feira, 13 de junho de 2016 13:24 BRT
 

(Reuters) - A qualidade crédito das empresas latino-americanas de petróleo permanecerá fraca até pelo menos meados de 2017, afetadas pela baixa liquidez e flexibilidade financeira limitada, afirmou nesta segunda-feira Moody's.

Segundo a agência de classificação de risco, a alta recente dos preços do petróleo oferecerá apenas um alívio mínimo na pressão que a queda de preço de longo prazo infligiu ao setor.

A Moody's rebaixou seis das 14 companhias de petróleo latino-americanas desde o início do ano, incluindo a mexicana Pemex, a Petrobras e a venezuelana PDVSA. Oito dessas empresas tem perspectiva de rating negativa.

((Redação São Paulo; + 55 11 5644-7712))

REUTERS AAP RBS