MSCI diz que ações domésticas da China ainda não estão prontas para seu índice

quarta-feira, 15 de junho de 2016 07:36 BRT
 

Por Michelle Price

HONG KONG (Reuters) - A China fracassou novamente em convencer o MSCI Inc a adicionar as ações locais do país a seu índice de mercados emergentes, e a empresa não pôde dizer quando deve dar a luz verde, conforme investidores globais levantaram novas objeções.

A empresa de índices afirmou nesta terça-feira que a China ainda tem que fazer mais para tornar seus mercados acessíveis a investidores estrangeiros.

Esse é um golpe para as autoridades chinesas, que correram para lidar com as preocupações do MSCI nos últimos seis meses na esperança de que a inclusão no Índice de Mercados Emergentes, que envolve 1,5 trilhão de dólares em ativos globais, pudesse atrair até 400 bilhões de dólares às ações da China ao longo da próxima década.

Especialistas disseram que a decisão inesperada, o terceiro ano seguido em que o MSCI diz não, destaca a cautela entre os investidores institucionais globais em relação a ativos denominados em iuan e ao compromisso e capacidade de Pequim em implementar reformas do mercado de capital.