Grã-Bretanha arrisca "perda completa de confiança" em finanças públicas caso deixe UE, diz Osborne

quarta-feira, 15 de junho de 2016 09:32 BRT
 

ASHFORD, Inglaterra (Reuters) - A Grã-Bretanha arrisca sofrer uma perda de confiança em suas finanças públicas caso vote para deixar a União Europeia na próxima semana e não aprove um orçamento emergencial nos próximos meses, disse o ministro das Finanças britânico, George Osborne, nesta quarta-feira.

"Haverá um grande buraco nas finanças públicas, e... teríamos que aumentar impostos e cortar gastos", disse Osborne a jornalistas após discurso em Ashford, na Inglaterra.

"A única coisa pior que não aprovar um orçamento como este é lidar com a queda livre econômica ou a perda completa de confiança na habilidade do país de administrar seu dinheiro."

Mais de cinquenta membros do próprio partido de Osborne disseram anteriormente nesta quarta-feira que não vão aprovar o orçamento, o que vai privar o governo de maioria parlamentar sem apoio do Partido Trabalhista, de oposição.

(Por William James)

 
Ministro das Finanças britânico, George Osborne.    23/05/2016      REUTERS/Daniel Leal Olivas/Pool