BC do Japão faz planos de contingência por referendo britânico

quarta-feira, 15 de junho de 2016 10:45 BRT
 

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - Autoridades japonesas estão em frequente contato com os europeus sobre como acalmar os mercados se os britânicos votarem por deixar a União Europeia (UE), com a primeira linha de defesa sendo impedir a escassez de liquidez de dólar.

O banco central japonês está pronto para oferecer fundos em dólar a bancos nacionais por meio de leilões se a saída britânica assustar os investidores a ponto de acumularem a moeda norte-americana, disseram autoridades como conhecimento direto das preparações.

Entretanto, Tóquio não tem um plano claro sobre como lidar com um aumento indesejado do iene que pode ser provocado pela saída da Grã-Bretanha da UE, já que a moeda japonesa também é considerada segura em momentos de risco elevado.

"Uma intervenção solo de Tóquio é muito difícil e provavelmente não vai ser efetiva quando outros países também querem que suas moedas fiquem fracas", disse uma das autoridades.

Isso significa que as autoridades japonesas têm poucas escolhas a não ser reduzir a volatilidade da moeda, segundo as autoridades, embora não haja garantias de que possa controlar os altistas do iene.

O iene atingiu a máxima em seis semanas contra o dólar e a máxima em três anos e meio contra o euro, aumentando as preocupações para as autoridades japonesas já preocupadas com os danos que o iene forte poderia infligir sobre as exportações e sobre a frágil recuperação da economia.