Ações de bancos derrubam índices europeus com preocupações sobre Grã-Bretanha

quinta-feira, 16 de junho de 2016 14:21 BRT
 

Por Danilo Masoni e Sudip Kar-Gupta

MILÃO/LONDRES (Reuters) - As bolsas europeias fecharam em queda nessa quinta-feira, com as ações dos bancos puxando índices setoriais para mínima em quase 4 meses, em um mercado dominado por receios sobre a votação britânica pela saída da União Europeia (UE) na próxima semana.

O índice das principais ações européias FTSEurofirst 300 caiu 0,49 por cento, a 1.265 pontos. O STOXX 600 chegou à mínima de 318,51 pontos no dia, menor patamar intradia desde 24 de fevereiro, para fechar o pregão com queda de 0,72 por cento.

O risco da saída da Grã-Bretanha do bloco econômico e novos sinais de que as taxas de juros podem ficar baixas por mais tempo compõe a incerteza ao redor do setor bancário, já atingido pelo crescimento lento.

O índice do setor bancário ficou entre as maiores quedas de setor, com retração de 1,3 por cento, enquanto que o setor bancário da zona do euro chegou a cair 3 por cento, atingindo a mínima desde agosto de 2012.

O alerta do banco central suíço de que o UBS e o Credit Suisse provavelmente vão precisar levantar cada um mais 10 bilhões de fracos suíços para cumprir novas exigências de alavancagem ampliou o cenário de pessimismo.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,27 por cento, a 5.950 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,59 por cento, a 9.550 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,45 por cento, a 4.153 pontos.   Continuação...