Wall St fecha em baixa com pressão da Apple

sexta-feira, 17 de junho de 2016 18:01 BRT
 

Por Lewis Krauskopf

(Reuters) - O mercado acionário dos Estados Unidos encerrou em queda nesta sexta-feira, com as ações da Apple arrastando os grandes índices e com investidores ainda cautelosos em relação ao referendo sobre a permanência da Grã-Bretanha na União Europeia (UE).

O índice Dow Jones caiu 0,33 por cento, a 17.675 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,33 por cento, a 2.071 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,92 por cento, a 4.800 pontos.

Na semana, os três índices registraram quedas de pelo menos 1 por cento, com o Nasdaq recuando quase 2 por cento.

A possibilidade de que o Reino Unido vote para deixar a UE em 23 de junho tem pressionado os mercados globais. Os mercados acionários dos EUA podem ver fortes negociações e aumento na volatilidade com os investidores se posicionando para o referendo da próxima semana.

"Eu não acho que nós vamos escapar disto até quinta-feira", disse o estrategista-chefe de investimentos do Wells Capital Management, Jim Paulsen. "Nós ficaremos atrelados à volatilidade dessas ansiedades entre agora e a votação de quinta-feira".

As ações da Apple caíram 2,3 por cento. A Apple informou que seus iPhone 6 e 6 Plus ainda estão disponíveis para venda na China após os reguladores de propriedade intelectual de Pequim proibirem as vendas, dizendo que o design havia infringido a patente de uma companhia chinesa.

(Reportagem adicional por Yashaswini Swamynathan)