Vendas de combustíveis no país caem 4,4% no acumulado do ano até maio

segunda-feira, 20 de junho de 2016 18:07 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - As vendas de combustíveis no Brasil caíram 4,4 por cento no acumulado do ano até maio, para 347,8 milhões de barris, enquanto o país vive uma de suas piores recessões em décadas, apontaram dados publicados nesta segunda-feira pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Em maio, as vendas de todos os combustíveis caíram 2,2 por cento ante o mesmo mês de 2015, para 70,4 milhões.

As vendas de diesel, combustível mais vendido no Brasil, caíram 4,9 por cento no acumulado do ano até maio, para 138,7 milhões de barris, de acordo com a ANP.

Em maio, as vendas de diesel somaram 28,3 milhões de barris, queda de 3 por cento ante o mesmo mês de 2015.

Já as vendas de gasolina subiram, enquanto as vendas de seu concorrente nas bombas, o etanol hidratado, apresentaram queda.

As vendas de gasolina C no acumulado do ano até maio somaram 110,2 milhões de barris, alta de 2,5 por cento ante o mesmo período do ano passado, enquanto as vendas de etanol hidratado somaram 37,5 milhões de barris, queda de 13,6 por cento.

As vendas de gasolina em maio somaram 21,57 milhões de barris, alta de 4,7 por cento ante o mesmo mês de 2015. Já as vendas de etanol hidratado, no mesmo período, somaram 8,3 milhões de barris, queda de 8 por cento.

(Por Marta Nogueira)