Yellen faz da "incerteza" novo mantra e mercados duvidam da visão do Fed

terça-feira, 21 de junho de 2016 10:19 BRT
 

Por Lindsay Dunsmuir e Ann Saphir

WASHINGTON/SÃO FRANCISCO (Reuters) - A menor confiança do Federal Reserve em seu próprio cenário e a resultante confusão entre os investidores estão criando um problema de política monetária que pode exigir que a chair do banco central dos Estados Unidos, Janet Yellen, apresente suas próprias visões de forma mais enérgica.

O próximo teste de comunicação da chair do Fed acontece nesta terça e quarta-feiras, durante seu depoimento a parlamentares norte-americanos, menos de uma semana depois de o banco centrar ter mantido a taxa de juros perto de mínimas recordes e reduzido suas projeções para altas em 2017 e 2018.

Descrita por si mesma como construtora de consensos, Yellen vê seu trabalho como um reflexo das visões de todo o comitê em vez de um que determina uma agenda para os outros seguirem.

"Acho que é uma intenção bastante louvável, mas algumas vezes isso produz falta de clareza", disse o ex-membro do Fed e atual sócio do Cornerstone Macro LLC Roberto Perli. "Algumas vezes existe consenso por um motivo e da próxima vez existe consenso por um motivo diferente, então a história muda e as pessoas ficam confusas."

De fato, a incerteza cada vez mais profunda das autoridades do Fed sobre suas próprias projeções tem resultado em mensagens mistas pelo banco central, repetidamente revisando para cima as expectativas de alta de juros apenas para reduzi-las mais tarde.

 
Chair do banco central dos Estados Unidos, Janet Yellen, durante encontro em Washington.     15/06/2016        REUTERS/Kevin Lamarque