Expansão empresarial da zona do euro desacelera em junho, mostra PMI

quinta-feira, 23 de junho de 2016 07:14 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O crescimento empresarial da zona do euro desacelerou mais do que o esperado neste mês, sugerindo que o desempenho no atual trimestre não vai igualar o forte ritmo registrado no início do ano, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

Uma inesperada recuperação na atividade industrial não foi suficiente para compensar a desaceleração no crescimento do setor de serviços, de acordo com o PMI preliminar do Markit.

Um dos primeiros indicadores de crescimento no mês, o PMI Composto caiu para a mínima de 17 meses de 52,8 ante 53,1 em maio e expectativa em pesquisa da Reuters de 53,0.

"Houve algum suporte ao crescimento da economia global mais ampla, mas a força contrária a isso mais a incerteza política, especialmente na França, mas também na zona do euro", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

Os sindicatos franceses têm protestado desde o início de março devido às planejadas reformas trabalhistas.

O PMI do setor de serviços caiu para 52,4 ante 53,3, abaixo até mesmo da menor projeção em pesquisa da Reuters. O cenário entretanto foi melhor para a indústria, cujo PMI saltou para a máxima de seis meses de 52,6 contra 51,5 em maio, acima de todas as projeções em pesquisa da Reuters.