Governo marca leilão da distribuidora Celg-D; valor mínimo fica em R$2,8 bi

sexta-feira, 24 de junho de 2016 08:45 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério de Minas e Energia e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) publicaram nesta sexta-feira o edital desestatização da distribuidora de energia goiana CELG-D, estabelecendo um valor mínimo de 2,8 bilhões de reais para o leilão previsto para ocorrer em 19 de agosto, na BM&FBovespa, em São Paulo.

A Celg-D é controlada pela Eletrobras, que detém 50,93 por cento do seu capital social, e pelo governo de Goiás, que possui, via CELGPar, 49 por cento do capital da empresa.

(Por Roberto Samora)