Argentina anuncia extensão de acordo automotivo com Brasil até 2020

sábado, 25 de junho de 2016 13:10 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O Ministério da Produção da Argentina anunciou a extensão de acordo automotivo com o Brasil até junho de 2020, com vista a uma integração produtiva e desenvolvimento equilibrado que permite o comércio bilateral livre.

Os governos da Argentina e do Brasil ampliaram o pacto de comércio automotivo bilateral após duras negociações, como fontes disseram à Reuters na sexta-feira.

"Estamos muito satisfeitos por termos chegado a um acordo para os próximos anos que nos permita manter as condições para um desenvolvimento equilibrado que promova o investimento e emprego no nosso país", disse o ministro da Produção, Francisco Cabrera, em comunicado.

Segundo o Ministério, o acordo estabeleceu que a relação entre valor das importações e exportações entre as partes, sobre produtos administrados, leva em conta um coeficiente de desvio das exportações de não mais do que 1,5 no período de cinco anos.

Em 1 de julho de 2019, se condições para o aprofundamento da integração produtiva e desenvolvimento de estruturas produtivas e comerciais nos dois países acontecerem, o índice chegaria a 1,7, disse o Ministério.

As economias dos dois países estão enfrentando sérios problemas, inclusive nas indústrias automotivas.

Em maio, as exportações do setor automotivo argentino, cujo principal destino é o Brasil, somaram 18.199 unidades, uma queda de 12,1 por cento em relação ao mês anterior, disse a Associação de Fabricantes de Automóveis (Adefa).

(Reportagem de Walter Bianchi)