Siderúrgicas chinesas Baosteel e Wuhan Steel anunciam plano para reestruturação

segunda-feira, 27 de junho de 2016 07:56 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - Os grupos chineses de siderurgia Baosteel e Wuhan Iron and Steel, duas das maiores produtoras de aço do país, planejam uma reestruturação conjunta, informaram as empresas no domingo, sem especificarem do que se trata a revisão das atividades.

A Baosteel é a segunda maior siderúrgica da China e a Wuhan é a quarta maior do país.

O governo de Pequim tem afirmado que fusões serão chave na consolidação do setor siderúrgico para reduzir excesso de capacidade e ampliar a proporção de produção das dez maiores empresas do setor na China.

A China tem se comprometido a reduzir excesso de capacidade em grandes setores industriais e informou em fevereiro que vai encerrar 100 milhões a 150 milhões de capacidade de produção de aço e 500 milhões de toneladas de produção de carvão nos próximos três a cinco anos.

No domingo, o chefe do principal órgão de planejamento do governo informou que Pequim quer cortar 45 milhões de toneladas de capacidade siderúrgica e 280 milhões de toneladas de carvão este ano.

Segundo comunicado da Baosteel e da Wuhan os detalhes da reestruturação ainda não foram finalizados e assim que estiverem o acordo entre as empresas ainda vai precisar de aprovação regulatória.

As empresas também informaram que pediram aos reguladores dos mercados acionários da China para suspenderem os negócios com suas ações nesta segunda-feira e que vão emitir um novo comunicado após cinco pregões.

(Por Paul Carsten)