Confiança da indústria do Brasil sobe em junho e tem maior nível desde fevereiro de 2015, diz FGV

terça-feira, 28 de junho de 2016 08:14 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice de Confiança da Indústria (ICI) do Brasil subiu com força em junho e atingiu o nível mais alto desde fevereiro de 2015 diante da melhora das expectativas, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta terça-feira.

O ICI avançou 4,2 pontos, maior ganho já registrado neste ano, e chegou a 83,4 pontos. O resultado deste mês deve-se à alta de 7,5 pontos do Índice de Expectativas (IE), que chegou a 85,7 pontos, segunda maior variação já registrada.

O Índice da Situação Atual (ISA) apresentou avanço de menor magnitude, de 0,7 ponto, e foi a 81,2 pontos.

"O resultado de junho consolida a tendência de recuperação da confiança industrial esboçada nos meses anteriores", afirmou o superintendente adjunto para ciclos econômicos da FGV/IBRE, Aloisio Campelo Jr, em nota.

"O retorno da confiança aos níveis médios históricos dependerá, de agora em diante, de uma efetiva recuperação da demanda interna e da redução das incertezas originadas no ambiente político", completou.

A FGV ainda divulgou que o Nível de Utilização da Capacidade Instalada subiu 0,1 ponto percentual e chegou a 73,9 por cento em junho na comparação com maio.

A retomada da confiança é um dos pontos que tem sido destacados pela equipe econômica do governo interino de Michel Temer como cruciais para a retomada do investimento no Brasil e a recuperação da atividade, em meio ao cenário de forte recessão vivida pelo país.

Em abril, a produção industrial brasileira teve desempenho melhor do que o esperado ao avançar 0,1 por cento sobre o mês anterior, segundo dados do IBGE.

(Por Camila Moreira)