Premiê do Japão promete apoio amplo para lidar com choque de decisão britânica de deixar UE

quarta-feira, 29 de junho de 2016 07:15 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, prometeu nesta quarta-feira usar todas as ferramentas disponíveis para manter as rodas da economia girando em meio à incerteza que afeta os mercados financeiros depois da votação do Reino Unido por deixar a União Europeia (UE).

Em uma reunião para discutir os acontecimentos do mercados após o referendo, Abe pediu ao presidente do banco central japonês, Haruhiko Kuroda, que garanta o fornecimento de amplos

recursos ao mercado para impedir qualquer aperto de crédito.

"Uma sensação de incerteza e preocupação com os riscos continua nos mercados", disse Abae na reunião, a segunda entre o governo e o Banco do Japão desde o referendo de 23 de junho.

O premiê também pediu ao ministro das Finanças, Taro Aso, que observe de perto as movimentações cambiais e responda de forma flexível aos acontecimentos do mercado em coordenação com o G7.

(Por Tetsushi Kajimoto e Leika Kihara)