Cameron diz que Reino Unido terá dificuldades econômicas, não abandonará regras fiscais

quarta-feira, 29 de junho de 2016 09:39 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, David Cameron, alertou nesta quarta-feira que o Reino Unido enfrentará momentos econômicos complicados depois que decidiu deixar a União Europeia, mas disse que o governo não abandonará suas regras de limites para os gastos públicos.

"Não há dúvida, na minha cabeça, de que esses serão tempos economicamente difíceis", disse Cameron ao Parlamento.

"Se nós virmos dificuldades econômicas, um dos caminhos que temos para reagir a isso é garantir que nossas finanças públicas e a economia permaneçam fortes... então não acho que seria certo suspender as regras fiscais", acrescentou, rejeitando um pedido do líder de oposição, Jeremy Corbyn, por mais investimentos.

(Reportagem de William James)

 
Premiê britânico, David Cameron, deixando endereço oficial de Downing Street, em Londres. 29/06/2016 REUTERS/Neil Hall