BCE não tem pressa para cortar juros após reação do mercado a referendo britânico, dizem fontes

quarta-feira, 29 de junho de 2016 09:49 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) não tem pressa para afrouxar a política monetária em resposta à decisão britânica de deixar a União Europeia (UE), encontrando conforto na reação de mercado mais calma do que se esperava, disseram diversas fontes à Reuters.

A votação pela saída do Reino Unido da UE afetou as ações de bancos da zona do euro e deve pesar sobre a economia da zona do euro, disse o presidente do BCE, Mario Draghi, aos líderes da UE na terça-feira. Isso também está levantando questões fundamentais sobre o futuro da UE.

(Por Francesco Canepa e Balazs Koranyi)