Dólar fecha em queda de 2% e vai ao patamar de R$3,23 com exterior e ausência do BC

quarta-feira, 29 de junho de 2016 17:14 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar caiu 2 por cento e fechou na casa de 3,23 reais pela primeira vez em quase um ano nesta quarta-feira, reagindo ao ambiente externo favorável e à ausência do Banco Central do mercado de câmbio mesmo diante do tombo recente da moeda norte-americana.

O dólar recuou 2,09 por cento, a 3,2370 reais na venda, menor nível de fechamento desde 22 de julho de 2015 (3,2257 reais). Na mínima do dia, a moeda norte-americana chegou a 3,2285 reais. O dólar futuro caía cerca de 2 por cento no final da tarde.

A moeda norte-americana já havia recuado 2,61 por cento na véspera diante da recuperação dos mercados globais, acumulando queda de 4,64 por cento em duas sessões.

"O dólar engrenou em um movimento de baixa, tanto aqui quanto lá fora, e parece que o BC não tem objeções a isso", disse o operador da corretora Spinelli José Carlos Amado.

O apetite por ativos mais arriscados que varreu os mercados globais na sessão passada continuou forte nesta terça-feira, com investidores recebendo bem a perspectiva de que bancos centrais globais podem reagir a eventuais turbulências financeiras com mais estímulos após o referendo britânico.

O dólar cortou em mais da metade a alta registrada frente ao peso mexicano desde que o Reino Unido decidiu deixar a União Europeia na quinta-feira passada. De lá para cá, chegou a acumular alta de 7 por cento mas, nesta sessão, a valorização no período havia caído para cerca de 1,5 por cento.

A queda intensa da moeda norte-americana frente ao real pegou de surpresa muitos operadores e levou alguns analistas a reverem suas projeções, embora poucos acreditem que o dólar deva recuar muito além dos 3,20 reais.

A equipe de estratégia do banco BNP Paribas passou a estimar o dólar a 3,20 reais no terceiro trimestre deste ano e 3,25 reais no quarto trimestre, ganhando força para fechar o ano que vem a 3,60 reais. Até então, as projeções eram de 3,75 reais, 3,80 reais e 4,00 reais, respectivamente.   Continuação...