Bovespa fecha em alta de 2% com alívio no exterior e fusões e aquisições no radar

quarta-feira, 29 de junho de 2016 17:40 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em alta de 2 por cento nesta quarta-feira, em outro dia de alívio no exterior e de alta do petróleo, enquanto no plano doméstico investidores viram com bons olhos notícias sobre fusões e aquisições.

O Ibovespa subiu 1,99 por cento, a 51.001 pontos. O giro financeiro totalizou 7,6 bilhões de reais.

Os mercados europeus deram continuidade à recuperação vista na véspera após o choque inicial com a decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia. A recuperação também refletiu expectativa de medidas de estímulo de bancos centrais. Nos Estados Unidos, o S&P 500 avançou 1,7 por cento, com investidores buscando barganhas entre ações abatidas.

No setor corporativo doméstico, o mercado reagiu à melhora da oferta da Ser Educacional pela Estácio e, separadamente, anúncio de aquisição da Allis Educacional pela Anima Educação.

Segundo a Guide Investimentos, o noticiário de fusões e aquisições indica possível melhora da confiança dos investidores, o que é positivo para a renda variável. A casa também disse que a posição do Brasil, relativa a outros emergentes, tem melhorado recentemente. "Espera-se cada vez mais que um maior fluxo de recursos possa entrar no país caso a situação política se torne mais estável".

DESTAQUES

--ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES teve valorização de 5,44 por cento, após a SER EDUCACIONAL, cuja ação subiu 2,36 por cento, apresentar proposta melhorada para fusão com a rival, em que prevê pagar 1 bilhão de reais em dividendos extraordinários, ante proposta anterior de distribuição de 590 milhões de reais. Segundo uma fonte a par das negociações, a Kroton não vai mudar a relação de troca proposta em sua oferta de aquisição, mesmo após a oferta melhorada da Ser. A ação da Kroton subiu 1,41 por cento.   Continuação...