Agricultores dos EUA plantam mais que o previsto; área de soja será recorde

quinta-feira, 30 de junho de 2016 16:17 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Os agricultores dos Estados Unidos semearam neste ano mais milho e soja do que tinham inicialmente previsto, aproveitando-se de uma alta nos contratos futuros e de um tempo favorável para o plantio, apontaram nesta quinta-feira dados do governo norte-americano.

As plantações maiores devem ajudar a ampliar os estoques das duas commodities, que ficaram maiores do que operadores esperavam, disse o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês).

Contratos futuros da soja, que estavam em queda antes do relatório, subiram acentuadamente nesta quinta-feira, uma vez que a área de cultivo divulgada veio abaixo da previsão dos analistas.

O milho aumentou suas perdas, tocando sua mínima desde 13 de abril, após subir brevemente com a divulgação do relatório da USDA.

"A área cultiva do milho está surpreendendo o mercado", disse Ted Seifried, diretor da estrategista de mercado do Zaner Group. A maior área de cultivo do milho e os estoques de grãos estão pressionando contratos futuros, observou.

Os relatórios trimestrais de estoque do departamento mostraram que os estoques de milho até o dia 1º de junho eram os maiores desde 1988, enquanto o estoque de soja era o terceiro maior da história.

O relatório sobre a soja mostrou o plantio em um recorde de 83,688 milhões de acres, ante 82,236 milhões de acres na previsão de março. Analistas, em média, tinham estimado 83,834 milhões de acres.

O plantio de milho atingiu 94,148 milhões de acres, superando a expectativa de analistas, que esperavam uma queda ante a previsão de março do USDA de 93,601 milhões.

A área de plantio do trigo totalizou 50,816 milhões de acres, superando a previsão de 49,869 milhões. Em março, o USDA havia divulgado a semeadura de trigo em 49,559 milhões de acres.

(Por Mark Weinraub)