Expansão da indústria na zona do euro atinge máxima de 6 meses em junho, aponta PMI

sexta-feira, 1 de julho de 2016 07:17 BRT
 

Por Jonathan Cable

LONDRES (Reuters) - A atividade industrial da zona do euro expandiu no ritmo mais rápido deste ano em junho, mas a votação do Reino Unido para deixar a União Europeia (UE) pode desacelerar o setor nos próximos meses.

Os descontos de preços ajudaram a elevar as novas encomendas e a produção, encorajando as empresas a contratar mais pessoas para atender a demanda, de acordo com a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) final.

A pesquisa, entretanto, foi realizada antes do referendo britânico em 23 de junho.

O PMI do Markit para a zona do euro subiu para 52,8 contra 51,5 em maio e preliminar de 52,6. Leitura acima de 50 indica crescimento.

O subíndice de produção saltou para 53,9 de 52,4 e preliminar de 53,8.

"As indústrias da zona do euro passaram por seu crescimento mais forte até agora neste ano em junho. Entretanto, os dados foram coletados antes do resultado do referendo britânico sobre a UE, então qualquer impacto ainda será visto no PMI", destacou o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.