Dólar cai ante real pelo 4º dia mesmo com intervenção do BC

sexta-feira, 1 de julho de 2016 10:49 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar recuava frente ao real pelo quarto dia seguido nesta sexta-feira, acompanhando os mercados externos mesmo após o Banco Central vender a oferta total de até 10 mil swaps reversos, que equivalem a compra futura de dólares, a primeira operação desse tipo em mais de um mês e com o BC sob a batuta de Ilan Goldfajn.

Segundo operadores, a oferta pequena de contratos levou ao entendimento de que o BC quer apenas moderar o ritmo do recuo da divisa, e não defender algum patamar específico. O leilão veio após o dólar encostar em 3,20 reais no fechamento pela primeira vez em quase um ano na sessão passada.

Às 10:30, o dólar recuava 0,12 por cento, a 3,2096 reais na venda. A moeda norte-americana acumulou baixa de 11,05 por cento em junho, a maior queda mensal em 13 anos.

O dólar futuro caía cerca de 0,20 por cento.

"É uma oferta pequena, mas sinaliza que esse dólar em uma só direção incomoda. Acho que o recado do BC é: estou de olho, repensem um pouco esse movimento", disse o operador da corretora Renascença Thiago Castellan Castro.

O BC não fazia leilão de swap reverso desde 18 de maio, mesmo diante do tombo recente do dólar, o que gerou entre investidores a percepção de que Ilan estaria mais disposto a tolerar cotações mais baixas do que seu antecessor, Alexandre Tombini.

A operação da sessão equivaleu a compra futura de 500 milhões de dólares.

Com isso, o estoque de swaps tradicionais do BC, que correspondem à venda futura de dólares, cai para o equivalente a cerca de 61,6 bilhões de dólares. O estoque girou acima de 100 bilhões de dólares ao longo de quase todo o ano passado.   Continuação...

 
Notas de real e dólar são exibidas em casa de câmbio do Rio de Janeiro, em foto ilustrativa
10/09/2015 REUTERS/Ricardo Moraes