PF lança nova fase da Lava Jato e mira centro de pesquisa da Petrobras

segunda-feira, 4 de julho de 2016 09:17 BRT
 

(Reuters) - A Polícia Federal lançou nesta segunda-feira a 31ª fase da operação Lava Jato, cumprindo mandados em São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal, para apurar esquema de corrupção em contratações envolvendo a Petrobras, informou a PF em comunicado.

A operação apura fraude a processo licitatório, pagamento de valores indevidos a servidores da Petrobras e repasse de recursos a partido político. O pagamento, segundo a PF, seria decorrente de contratações de empresas privadas em projetos envolvendo o Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes), estabelecido na Ilha do Fundão, no Rio de Janeiro.

"São apuradas as práticas de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude a licitação num contexto amplo de sistemático prejuízo financeiro imposto à Petrobras", informou a PF em comunicado.

Um dos alvos da nova fase, segundo a mídia, é o ex-tesoureiro do PT Paulo Ferreira, que foi preso na 30ª fase.

A operação conta com o apoio da Receita Federal e cumpre sete mandados de conduções coercitivas, quatro de prisão temporária e um de prisão preventiva, relativo a Ferreira, além de 23 mandados de busca e apreensão.

A PF batizou a operação de Abismo, numa referência a tecnologias de exploração de gás e petróleo em águas profundas desenvolvidas pelo Cenpes.

(Por Maria Pia Palermo)