Mercado europeu recua após 4 altas seguidas pressionado por setor bancário

segunda-feira, 4 de julho de 2016 14:24 BRT
 

MILÃO (Reuters) - Os mercados europeus interromperam nesta segunda-feira uma série de quatro altas seguidas com as ações de bancos compensando os ganhos entre os papéis de mineradoras diante dos preços mais altos dos metais.

O Monte dei Paschi caiu 40 por cento e atingiu mínima recorde depois que o pedido do Banco Central Europeu (BCE) para que venda a carteira de empréstimos inadimplentes levantou preocupações de que o banco italiano talvez tenha que levantar capital rapidamente.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 caiu 0,57 por cento, a 1.305 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 caiu 0,74 por cento, a 329 pontos.

As ações subiram na semana passada com expectativas de que o BCE interviria para sustentar os mercados aliviando as preocupações sobre a decisão britânica de deixar a União Europeia.

Ambos os índices, entretanto, permanecem abaixo dos níveis alcançados antes do referendo, o que provocou preocupações sobre as perspectivas políticas e econômicas para a Europa, pesando particularmente sobre os países periféricos como a Itália e nas ações financeiras.

O índice bancário do STOXX 600 caiu 1,6 por cento, pressionado pelo recuo de 3,7 por cento dos bancos italianos. Eles recuaram depois que o porta-voz do primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, disse que o país não tinha planos de desafiar as regras da UE e injetar dinheiro público em seus bancos, negando uma reportagem do Financial Times.

Do lado positivo, o índice de recursos básicos do STOXX 600, que contém as principais ações de mineradoras, subiu 1,5 por cento, conforme os preços do cobre subiram diante de expectativas de medidas de estímulos da China..

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,84 por cento, a 6.522 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,69 por cento, a 9.709 pontos.   Continuação...