Bovespa avança pelo 5º pregão em sessão de liquidez reduzida sem NY; CPFL Energia lidera ganhos

segunda-feira, 4 de julho de 2016 17:37 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou com o seu principal índice em alta pelo quinto pregão seguido nesta segunda-feira, com as ações da CPFL Energia liderando os ganhos após a Camargo Corrêa SA anunciar venda de sua fatia no bloco de controle da elétrica para a chinesa State Grid.

O Ibovespa subiu 0,64 por cento, a 52.568 pontos, renovando máxima desde meados de maio. Mas o giro do pregão foi reduzido, totalizando apenas 3,6 bilhões de reais, em razão da ausência de Wall Street por feriado nos Estados Unidos.

O analista Vitor Suzaki, da Lerosa Corretores de Valores, ponderou que a liquidez do pregão foi bastante baixa sem o mercado norte-americano, mas que o ambiente global parece ainda favorável a ativos de risco, dado o cenário de manutenção dos juros bastante baixos no exterior.

"Com o quadro de estabilidade e leve alta de commodities e perspectivas melhores dos novos governos na América Latina temos visto um fluxo forte nos últimos dias, apesar de toda a incerteza com os eventos na Europa ligados ao Brexit", disse Suzaki, em referência a decisão britânica de deixar a União Europeia.

DESTAQUES

- CPFL ENERGIA subiu 8,51 por cento, a 22,31 reais, máxima de fechamento desde maio de 2012, após a Camargo Corrêa SA fazer acordo para vender sua fatia de 23 por cento no bloco de controle da distribuidora de energia para a gigante estatal chinesa State Grid Corp. O valor oferecido pela State Grid representa um prêmio de 21,6 por cento sobre o preço de fechamento da ação da CPFL na sexta-feira. O movimento beneficiou o setor elétrico como um todo.

  Continuação...