Atividade do setor de serviços da China salta para máxima de 11 meses, mostra PMI do Caixin

terça-feira, 5 de julho de 2016 08:15 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A atividade do setor de serviços da China subiu para a máxima de 11 meses em junho, mostrou nesta terça-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit, divergindo das dificuldades da indústria em uma tendência que se sustentada vai indicar que Pequim está fazendo progresso em reequilibrar a economia.

Entretanto, o PMI Composto caiu para a mínima de quatro meses, destacando que o setor de serviços pode não ser capaz de compensar o prolongado declínio na indústria que levou o crescimento da China a mínimas de 25 anos.

O PMI Caixin/Markit de serviços para junho subiu a 52,7 ante 51,2 em maio. Leituras acima de 50 indicam expansão.

Os novos negócios expandiram no ritmo mais rápido desde julho de 2015, levando as empresas de serviços a contratar mais trabalhadores pelo terceiro mês seguido, embora a taxa de criação de empregos tenha sido moderada.

Entretanto, o PMI Composto caiu a 50,3 em junho, contra 50,5 em maio.

 
Bandeira nacional chinesa vista em distrito financeiro em Pequim.  21/01/2016   REUTERS/Kim Kyung-Hoon/Files