Expansão empresarial da zona do euro estabiliza em junho, antes de referendo britânico, aponta PMI

terça-feira, 5 de julho de 2016 08:15 BRT
 

Por Sumanta Dey

(Reuters) - O crescimento empresarial da zona do euro manteve-se estável em junho, sustentado pelos novos negócios e pelo emprego, mas o ritmo modesto sugere que o crescimento no segundo trimestre ficou abaixo do que foi visto entre janeiro e março.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) Composto do Markit para a zona do euro ficou em 53,1 em junho, acima da preliminar de 52,8 mas inalterado sobre maio. Ele permanece acima da marca de 50 que separa crescimento de contração desde meados de 2013.

A maior parte da pesquisa foi finalizada antes de o Reino Unido votar em 23 de junho por deixar a União Europeia, o que significa que as consequências do referendo ainda não foram refletidas nos dados.

"A pesquisa está sinalizando crescimento do PIB de apenas 0,3 por cento, similar à tendência fraca registrada ao longo do ano passado", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro cresceu 0,6 por cento no primeiro trimestre.

O PMI de serviços caiu para 52,8 em junho, menor nível desde janeiro de 2015, contra 53,3.

 
Estátua do logo do euro vista na ex-sede do Banco Central Europeu, em Frankfurt.   17/07/2015       REUTERS/Kai Pfaffenbach