Italiana Enel inicia obra de usina solar de R$1 bi no Piauí

terça-feira, 5 de julho de 2016 17:56 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A italiana Enel iniciou as obras da maior usina solar do Brasil, no Piauí, que deverá somar 292 megawatts em capacidade e receber quase 1 bilhão de reais em investimentos, informou a companhia em comunicado nesta terça-feira.

O empreendimento batizado de Nova Olinda é o terceiro grande projeto solar dos italianos no Brasil, onde a companhia é a única dentre os vencedores de leilões recentes para a implementação de usinas fotovoltaicas a ter dado início à construção dos parques.

Outros empreendedores, que incluem investidores brasileiros e internacionais, têm tentado obter junto ao governo um prazo extra para implementar suas usinas após a disparada do câmbio e a falta de fornecedores locais, que inviabiliza acesso a financiamentos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Mas a Enel, que tem financiado seus projetos com recursos próprios, já concluiu uma usina solar de 11 megawatts, viabilizada após uma licitação do governo de Pernambuco em 2013, e trabalha ainda na construção de Ituverava, com 254 megawatts na Bahia, além do complexo do Piauí anunciado nesta terça-feira.

A Enel Green Power Brasil, subsidiária local do grupo italiano, possui atualmente 546 megawatts em operação no país, sendo cerca de 400 megawatts em usinas eólicas. A companhia ainda possui outros 1,3 gigawatts a serem implementados, sendo cerca de 400 megawatts eólicos e 800 megawatts solares.

(Por Luciano Costa)