Wall St cai por preocupações com crescimento econômico e queda do petróleo

terça-feira, 5 de julho de 2016 18:36 BRT
 

Por Marcus E. Howard

(Reuters) - Os principais índices acionários de Wall Street recuaram nesta terça-feira após registrarem o melhor desempenho semanal do ano, com investidores enfrentando incertezas em torno da decisão britânica de deixar a União Europeia (UE) e com a queda nos preços do petróleo pressionando as ações do setor de energia.

O índice Dow Jones caiu 0,61 por cento, a 17.840 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,68 por cento, a 2.088 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,82 por cento, a 4.822 pontos.

Os rendimentos dos títulos públicos norte-americanos atingiram mínimas recordes com investidores buscando refúgio na segurança dos Treasuries e com as incertezas da saída do Reino Unido da UE impulsionando as preocupações sobre a desaceleração da economia global.

Entre as cinco ações do S&P 500 que registraram as maiores quedas, quatro foram de bancos, com o recuo de 2,8 por cento do JPMorgan exercendo a maior pressão negativa. O índice do setor financeiro do S&P caiu 1,5 por cento.

"Brexit (a saída britânica da UE) é um desgaste para a atividade econômica e isso é ruim para bancos", disse o diretor de operações da Performance Trust Capital Partners, Brian Battle.

"Taxas de juros baixas são péssimas para o setor financeiro, principalmente para bancos. A diferença entre a taxa que eles tomam de empréstimo e a que eles concedem está diminuindo."

Os preços do petróleo caíram quase 5 por cento nesta sessão, com investidores preocupados que a decisão do Reino Unido de sair da UE poderia desacelerar a economia global, tornando improvável que a demanda por energia cresça o bastante para absorver o excesso de oferta.

As ações do setor de energia do S&P 500 caíram 1,9 por cento. O índice de matérias-primas também recuou 1,9 por cento.