Estácio ainda não aprovou nenhuma das propostas recebidas, diz Chaim Zaher

terça-feira, 5 de julho de 2016 22:01 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Estácio Participações ainda não aprovou nenhuma das propostas de associação recebidas por concorrentes, de acordo com documento assinado pelo segundo maior acionista da empresa carioca, Chaim Zaher, e enviado ao mercado.

Estas propostas "dependem de deliberação da assembleia de acionistas, cuja convocação depende de análise, negociação e aprovações societárias necessárias pelo Conselho de Administração que ainda não foram concluídas", disse Zaher.

O comunicado foi enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta terça-feira após pedidos de esclarecimentos da autarquia a respeito de reportagem do jornal O Globo que afirma que os acionistas da Estácio resistem em aprovar proposta feita pela Kroton, apesar da empresa ter anunciado que aceitou os novos termos da proposta.

No documento, Zaher reafirmou sua intenção de realizar uma oferta, por meio do Clube de Investimentos TCA, para adquirir o controle da companhia. Uma fonte disse à Reuters na semana passada que esta proposta seria realizada caso as ofertas da Ser Educacional e da Kroton não fossem consideradas atrativas.

No final de junho, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determinou prazo de 20 dias para que o TCA decida por uma oferta pública para compra do controle da Estácio Participações ou informe que não pretende realizar a oferta dentro de 6 meses.

A Kroton melhorou sua oferta na quinta-feira da semana passada e o Conselho da Estácio aceitou os novos termos para ser adquirida pela rival direta, em uma operação avaliada em cerca de 5,5 bilhões de reais. A Estácio informou na ocasião que seu Conselho vai se reunir em 8 de julho para avaliar todas as condições da proposta da Kroton, antes de convocar assembleia de acionistas da companhia.

Antes disso, a Ser Educacional também divulgou nova proposta, com distribuição de dividendos de 1 bilhão de reais aos acionistas da Estácio.

Mais cedo nesta terça-feira, a Estácio informou a renúncia de Zaher como diretor-presidente. O executivo disse à companhia que vai atuar em defesa do "melhor interesse" da empresa de educação carioca e dos demais acionistas, ao retornar aos seus papéis como membro do Conselho, membro de comitês e acionista relevante.

  Continuação...