State Grid diz a autoridades brasileiras que tem R$20 bi para comprar restante da CPFL Energia

quarta-feira, 6 de julho de 2016 13:08 BRT
 

Por Leonardo Goy e Alonso Soto

BRASÍLIA (Reuters) - A estatal chinesa State Grid tem 20 bilhões de reais adicionais disponíveis para eventualmente comprar participações de outros sócios da CPFL Energia, caso estes queiram exercer seu direito de vender ações, disseram à Reuters duas fontes do governo brasileiro a par do assunto.

Na semana passada, a Camargo Corrêa anunciou que aceitou vender sua participação de 23 por cento na CPFL Energia para a State Grid, em um negócio avaliado em 5,85 bilhões de reais e ainda sujeito a uma auditoria na empresa pelos orientais.

O acordo de acionistas da CPFL prevê que o comprador de uma fatia precisa estender a oferta para adquirir as partes de todos os sócios, em termos iguais.

Segundo duas fontes do governo federal, os chineses informaram a autoridades em Brasília que têm os recursos disponíveis para comprar a totalidade da elétrica, que tem como outros acionistas no bloco de controle a Previ, fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, e a Bonaire Participações.

Procurada, a State Grid não comentou.

Previ e Bonaire disseram que ainda não têm decisão sobre a venda de ações que possuem na CPFL.

"A Previ está analisando tecnicamente a oportunidade", afirmou o fundo de pensão por meio da assessoria.

Em relatório a clientes no início desta semana, a equipe do Credit Suisse afirmou acreditar que os fundos de pensão que compõem o restante do bloco de controle da CPFL devem exercer seu direito a "tag along" devido ao prêmio pago pelos chineses.   Continuação...