Ministro do Planejamento diz que déficit de 2017 será anunciado na 5a-feira

quarta-feira, 6 de julho de 2016 14:27 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, esquivou-se de responder nesta quarta-feira se a meta de déficit primário de 2017 ficará acima de 150 bilhões de reais, limitando-se a dizer que a cifra será divulgada na quinta-feira.

"Em princípio, a ideia é anunciar amanhã", afirmou ele após participar de audiência pública no Senado Federal. Segundo o ministro, uma reunião sobre o tema com o presidente interino Michel Temer estava prevista para mais tarde nesta quarta.

Ao ser questionado sobre eventual aumento na alíquota da Cide para reforçar as receitas e melhorar o rombo do ano que vem, Oliveira disse que "não há uma decisão sobre isso e, quando houver, será comunicada formalmente, corretamente como deve ser".

O ministro afirmou que no cenário atual não há risco de o déficit deste ano para o governo central ficar acima dos 170,5 bilhões de reais definidos em lei orçamentária, mas ressalvou ser necessário acompanhar a arrecadação, pois as frustrações de receita têm surpreendido negativamente o governo.

Após defender em audiência os projetos de lei de reajuste salarial a servidores que já tramitam no Congresso, Oliveira reconheceu que há outros projetos, contemplando mais categorias, que ainda não foram enviados ao Legislativo.

Ele disse, contudo, que não há "nenhuma decisão" sobre quando ou se eles serão enviados.

(Por Marcela Ayres)

 
Ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto, em Brasília
02/06/2016 REUTERS/Ueslei Marcelino