Fed quer clareza sobre impacto de saída britânica da UE antes de elevar juros, mostra ata

quarta-feira, 6 de julho de 2016 15:17 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Os membros do Federal Reserve, banco central norte-americano, decidiram em junho que as altas da taxa de juros não devem acontecer até que possam entender as consequências da decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia (UE), de acordo com a ata da reunião do Fed divulgada nesta quarta-feira.

A ata do encontro de 14 e 15 de junho, que aconteceu antes do referendo britânico em 23 de junho, mostrou inquietação generalizada sobre a votação, incluindo membros votantes do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Fed.

(Reportagem de Jason Lange e Lindsay Dunsmuir)