Usina nuclear Angra 3 deve ser concluída apenas em 2023, prevê consultoria PSR

quarta-feira, 6 de julho de 2016 17:20 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A usina nuclear de Angra 3, cujas obras estão paralisadas desde o fim do ano passado, deverá ser concluída apenas em 2023, ante um cronograma inicial que previa operação no fim de 2015, apontou a consultoria especializada em energia PSR em relatório divulgado nesta quarta-feira.

A projeção da PSR é mais pessimista que a última realizada pelo governo federal, que após reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) em dezembro passado apresentou perspectiva de que a usina nuclear esteja pronta em dezembro de 2022.

Nos últimos cinco encontros do CMSE, que reúne autoridades federais do setor de energia, não foram apresentadas novas projeções sobre o cronograma de Angra 3, um projeto no Estado do Rio de Janeiro tocado pela estatal federal Eletrobras por meio da subisidiária Eletronuclear.

Orçada em 17 bilhões de reais, a usina teve a montagem eletromecânica suspensa no fim de 2015, em meio a investigações de supostas propinas no empreendimento pela Polícia Federal e desistência das empreiteiras dos trabalhos, com alegações de atrasos em pagamentos pela Eletronuclear.

Nesta quarta-feira, o atual presidente da Eletronuclear, Pedro Figueiredo, foi afastado pela Justiça por evidências de que teria agido contra as investigações.

Foi realizada ainda, pela PF, operação contra diversos suspeitos de participar de irregularidades na estatal, incluindo o ex-presidente da companhia Othon Pinheiro, que já é réu sob acusação de ter recebido propinas e encontra-se em prisão domicilicar.

(Por Luciano Costa)