Boeing atrasa pagamentos a fornecedores, acelera corte de custos

quinta-feira, 7 de julho de 2016 14:51 BRT
 

Por Alwyn Scott e Tim Hepher

NOVA YORK (Reuters) - A Boeing Co está intensificando esforços para conservar caixa, cortar custos em sua cadeia de fornecimento e reduzir estoque de peças em suas fábricas, avisando fornecedores que levará mais tempo para pagar as contas, afirmaram executivos da companhia e da indústria aeroespacial.

Sob os novos termos, a Boeing está levando até 120 dias para pagar, em vez de 30 dias, como no passado, disseram essas pessoas. Os novos prazos de pagamento estão sendo adotados este ano.

A fabricante norte-americana também está reduzindo seu estoque nas fábrica e está contando com fornecedores para manter partes em vez disso, disseram essas pessoas. Os movimentos vêm num momento em que os investidores estão observando de perto o fluxo de caixa da Boeing.

Em uma nota à Reuters, a companhia confirmou as mudanças nas condições de pagamento e dos estoques, dizendo que elas eram necessárias para competir quando as companhias aéreas querem aviões mais capazes a preços mais baixos.

"Para alinhar com as normas da indústria" e seguir competitiva, "estamos no processo de ajustar as condições de pagamento dos nossos grandes fornecedores", disse a porta-voz Jessica Kowal no comunicado. "Na maioria, se não todos os casos, as nossas novas condições de pagamento estão em consonância com os prazos de pagamento aos seus próprios fornecedores."

ENTREGAS

A Boeing divulgou nesta quinta-feira que entregou 199 aviões comerciais no segundo trimestre, ante 197 no mesmo período do ano anterior.   Continuação...