Conselho da Estácio recomenda aprovação de venda da empresa para Kroton, dizem fontes

sexta-feira, 8 de julho de 2016 18:10 BRT
 

Por Tatiana Bautzer

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho de Administração da Estácio Participações aprovou, em reunião nesta sexta-feira, a oferta de compra da empresa pela Kroton Educacional, disseram à Reuters duas fontes a par do assunto.

Segundo as fontes, que falaram sob condição de anonimato, uma assembleia extraordinária da Estácio será convocada para que os acionistas deliberem sobre o negócio.

Em 1º de julho, a Kroton melhorou sua proposta pela Estácio, que também é cortejada pela Ser Educacional.

A Kroton, maior empresa privada de ensino superior do Brasil, fez em seu último lance uma oferta de 1,281 ação de sua emissão por cada ação da Estácio, além de distribuição de dividendos extraordinários de 170 milhões de reais aos acionistas da empresa-alvo, o equivalente a 0,55 real por papel.

Kroton e Ser iniciaram a disputa pela Estácio no começo de junho. Além das duas concorrentes, a família Zaher, uma das principais acionistas da Estácio, estudava lançar uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) pelo controle da empresa sediada no Rio de Janeiro.

A compra da Estácio, se concretizada, reforçará o poder de mercado da Kroton com a adição de cerca de 600 mil alunos a sua base de 1 milhão de estudantes no país.

A consolidação no setor de ensino superior privado no Brasil ocorre em meio à redução de verbas federais para o financiamento de estudantes de cursos de graduação através do Fies e à contração da economia.

A Kroton tem operações de ensino presencial mais concentradas nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, enquanto a Estácio possui campi em todos os Estados do Nordeste e em alguns da região Norte.